9 de maio de 2016

ENEM 2016 #PARTIU UNIVERSIDADE


ENEM 2016

 As inscrições para o ENEM 2016 estão abertas. Fique de Olho

5 de abril de 2016

PRONATEC 2016

Olá, pessoal!! Fique de olho!!!

http://pronatec.pro.br/pronatec-rj-2016/


Pronatec RJ 2016 – Saiba tudo sobre o Pronatec no Rio de Janeiro.

O Pronatec é um programa criado pelo Governo Federal, com o objetivo de ampliar o acesso à educação profissional e tecnológica. Entre 2011 e 2015, a iniciativa se comprometeu com a distribuição de aproximadamente 12 milhões de vagas para cursos gratuitos, sendo que uma parte das oportunidades educacionais foi oferecida no estado do Rio de Janeiro. O MEC (Ministério da Educação), já anunciou 2 milhões de novas vagas em todo o Brasil, grande parte destas vagas estará disponível para o Pronatec RJ 2016.
O Pronatec Rio de Janeiro tem desempenhado papel importante na formação de profissionais para o mercado de trabalho. As vagas gratuitas do programa são oferecidas graças à parceria estabelecida com instituições públicas e privadas.

Disponível em: http://pronatec.pro.br/pronatec-rj-2016/
Olá, pessoal do 3º ano! Fique de olho!!

MEC lança programa de preparação para o Enem

"Hora do Enem" inclui simulados, plataforma online de estudos e programa de TV

O Ministério da Educação (MEC) lançou nesta terça-feira (5), em parceria com o Sesi, um programa de preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio denominado "Hora do Enem". O projeto é composto por simulados online, a plataforma de estudos Geekie Games, um programa televisivo com entrevistas, questões resolvidas e informações sobre o exame e um canal de vídeos online apelidado de Mecflix.
O conteúdo está disponível no site horadoenem.mec.gov.br. Alunos do terceiro ano do ensino médio da rede pública poderão acessar gratuitamente todos os recursos; os de escolas particulares e de outros anos terão acesso gratuito a parte deles.

A plataforma Geekie Games
Desenvolvida pela empresa Geekie, a plataforma cria um plano de estudos personalizado para o aluno com base no curso em que ele quer passar, na quantidade de horas que tem para estudar diariamente e em seus pontos fortes e fracos. Quanto mais ele usa os recursos da plataforma - que dispõe de 600 aulas com vídeos, exercícios e resumos, além de simulados (veja o item seguinte) - , melhores são as recomendações que ele recebe dela para que consiga aprender todo o conteúdo necessário até o dia do Enem. A plataforma já pode ser acessada via navegador ou por meio de aplicativo para Android.
O Programa Hora do Enem disponibilizará o Geekie Games até o dia 31 de janeiro de 2017 para os alunos matriculados no terceiro ano da rede pública. Quem não pertence a esse grupo ainda pode ter acesso a alguns recursos da plataforma, como as videoaulas.
Simulados
O programa ainda disponibilizará gratuitamente simulados online para todos os alunos do terceiro ano inscritos na plataforma - tanto de escolas públicas quanto de particulares. As provas contam com itens no formato Enem e geram uma nota TRI muito próxima da nota real que o aluno tiraria caso realizasse o exame oficial na mesma data (embora seja importante frisar que a nota do simulado NÃO vale para o Enem). Ao final de cada simulado, o aluno tem acesso a um relatório que traz a comparação de sua nota com a exigida em seu curso e faculdade escolhidos, bem como com a nota média do Brasil.

Veja abaixo o calendário de aplicação das provas:
O programa de TV
Disponível a partir de maio, o programa será exibido de segunda a sexta, a partir das 18h, na TV Escola. Com uma duração de 30 minutos, irá abordar uma área do conhecimento diferente a cada dia da semana por meio de dicas, entrevistas e resoluções comentadas de exercícios que já caíram no Enem. A reprise vai ao ar às 7h e às 13h durante a semana, aos sábados a partir das 15h e aos domingos a partir das 6h. Também será possível baixar os vídeos pela internet.

Mecflix
Disponível a partir de 30 de abril para alunos de escolas públicas e particulares, a biblioteca online de videoaulas permitirá ao estudante montar playlists e salvar aquelas que achar mais interessantes para seus estudos.

Fonte: Guiam do Estudante - Superinteressante - 
Disponível em:  http://guiadoestudante.abril.com.br/vestibular-enem/hora-enem-mec-lanca-programa-preparacao-enem-simulados-plataforma-online-estudos-programa-tv-943881.shtml

Veja abaixo as funções do Enem e suas regras:
SELEÇÃO PARA UNIVERSIDADES
As notas do Enem são usadas para selecionar alunos para as vagas em universidades federais e outras instituições de ensino.
As universidades podem usar o Enem como único método de seleção, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), ou fazer uma combinação entre as notas do Enem e seu vestibular próprio. O Sisu já recebeu a adesão da maioria das universidades e institutos federais e, na última edição, ofereceu mais de 205 mil vagas.
PROGRAMA UNIVERSIDADE PARA TODOS (PROUNI)
Para disputar uma bolsa de estudos do Prouni, que varia de 50% a 100% do curso de uma instituição de ensino superior privada, o candidato precisa ter obtido nota mínima de 450 pontos no Enem e não pode ter zerado a redação. Na última edição do programa, foram ofertadas 213.113 bolsas em 1.117 instituições.
FINANCIAMENTO ESTUDANTIL (FIES)
Estudantes que concluíram o ensino médio a partir de 2010 e querem solicitar o Fies devem ter feito Enem, caso contrário, não poderão solicitar o benefício. A partir deste ano, o candidato precisa ter obtido 450 pontos no exame nacional e não pode ter zerado a redação.
Pelo Fies é possível financiar os cursos de graduação bem avaliados junto ao MEC. A taxa de juros é de 3,4% ao ano para todos os cursos. Ele pode ser solicitado pelo estudante em qualquer etapa do curso e em qualquer mês.
SELEÇÃO PARA ENSINO TÉCNICO (SISUTEC)
Quem estiver interessado em uma vaga gratuita de cursos técnicos oferecidos em instituições públicas e privadas pelo Sisutec deverá ter feito as provas do Enem. As notas no exame serão usadas para classificação dos concorrentes.
CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS
O programa do governo federal oferece bolsas de estudo para intercâmbios no exterior destinado a alunos de graduação e pós. Para participar da seleção de bolsas durante a graduação, é preciso ter feito qualquer edição do Enem a partir de 2009 e conseguido a média mínima de 600 pontos. Os candidatos também são avaliados de acordo com seu aproveitamento acadêmico na universidade.
CERTIFICAÇÃO DO ENSINO MÉDIO
Quem tem no mínimo 18 anos e não concluiu o ensino médio pode conseguir a certificação por meio do Enem. A pontuação mínima é 450 pontos em cada uma das áreas de conhecimento e 500 pontos na redação.
http://g1.globo.com/educacao/enem/2016/noticia/2016/04/mec-lanca-hora-do-enem-programa-de-tv-e-plataforma-de-estudos.html

7 de março de 2016


Escola sem Aedes

CIEP 113 participa da campanha da Prevenção à Dengue, Zica e a Chikungunya.

              A  comunidade do CIEP 113 vem participando de palestras e desenvolvimento de trabalhos que visam à prevenção de doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti.




              De acordo com o site da FIOCRUZ , em maio de 2015, uma pesquisa desenvolvida pelo Laboratório de Virologia Molecular do Instituto Carlos Chagas (ICC/Fiocruz Paraná) confirmou a presença do vírus zika em oito amostras humanas vindas do Rio Grande do Norte. Além de constatar a circulação do vírus no país, o estudo reforçava a importância da vigilância epidemiológica. Transmitido nas áreas urbanas pelo mosquito Aedes aegypti – mesmo vetor responsável pela transmissão da dengue e do chikungunya –, o vírus zika foi introduzido no Brasil, possivelmente, por turistas que vieram assistir à Copa do Mundo em 2014. 
A preocupação com o vírus aumentou em novembro, quando um elevado aumento do número de casos de microcefalia (uma anomalia congênita que se manifesta antes do nascimento e pode ser resultado de uma série de fatores de diferentes origens) em Pernambuco parecia estar associado ao vírus. Em 22 de outubro, o Ministério da Saúde (MS) informou ter reforçado a notificação e a investigação de casos da doença no estado. Pouco mais de um mês depois (28/11), o MS pode confirmar a relação entre o vírus zika e o surto de microcefalia na região Nordeste. 
Para ajudar a conter novos casos de microcefalia relacionados ao vírus zika, a presidenta Dilma Rousseff lançou, no início de dezembro (5/12), o Plano Nacional de Enfrentamento à Microcefalia Relacionada à Infecção pelo Vírus Zika. Trata-se de uma grande mobilização nacional envolvendo diferentes ministérios e órgãos do governo federal, em parceria com estados e municípios. 
Ainda em dezembro (18/12), com o objetivo de enfrentar o quadro epidemiológico referente à tríplice epidemia no país (dengue, chikungunya e zika), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) criou o Gabinete para o Enfrentamento à Emergência Epidemiológica em Saúde Pública, que visa unificar as ações da instituição frente à Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (Espin). Com a iniciativa, a Fundação aposta nos investimentos em pesquisa, desenvolvimento e inovação para encontrar respostas para os desafios apresentados pelas três doenças. A meta é também buscar cooperação com outras instituições no Brasil e no âmbito internacional na construção de projetos que ofereçam possibilidades de geração de conhecimento e desenvolvimento de tecnologias.
Neste especial, o leitor encontra reunidas todas as informações publicadas sobre a temática na Agência Fiocruz de Notícias. É possível conferir, em um único espaço, os boletins e as notas informativas do MS e as notícias sobre as atividades que a Fiocruz tem realizado. Também é possível conferir as notas oficias dessas instituições para esclarecer boatos que circularam na imprensa e nas mídias sociais, informações sobre o vírus zika, sua transmissão e relação com a microcefalia e o Guillain-Barré, sobre como combater o vetor da doença e sobre o uso de repelentes. 
O vírus zika muitas vezes é confundido com dengue e chikungunya. No Brasil, desde abril de 2015, há a presença desses três vírus. O leitor também pode encontrar informações sobre os sintomas e, principalmente, as diferenças entre essas três infecções. Confira também uma seleção de matérias informativas que circularam na imprensa que tiveram pesquisadores e especialistas da Fiocruz como fontes de informação. Fique atento ainda a home da AFN para mais novidades.
Disponível em:  https://agencia.fiocruz.br/zika-0






27 de janeiro de 2016



CALENDÁRIO DO ANO LETIVO - 2016

Secretaria Estadual de Educação publica Calendário Escolar para o ano letivo de 2016. 


http://download.rj.gov.br/documentos/10112/2631968/DLFE-82918.pdf/CALENDARIOESCOLAR2016.pdf


15 de dezembro de 2015


Diretores e professores da rede recebem prêmios de Gestão Escolar e Professores do Brasil

 15/12/2015 - 16:43h - Atualizado em 15/12/2015 - 16:43h
A premiação reconhece ações de gestão e projetos escolares
















Nesta terça-feira (15/12), a Secretaria de Estado de Educação promoveu, no auditório da sua sede, no Santo Cristo, Zona Portuária do Rio, a cerimônia de certificação do Prêmio de Gestão Escolar (PGE) e do Prêmio Professores do Brasil (PPB). Com a presença da subsecretária de Gestão de Ensino, Patricia Tinoco, e da presidente da Undime-RJ, Carla Monerat, gestores e professores das redes de ensino do estado apresentaram os projetos premiados e receberam certificados.

A vencedora do Prêmio Gestão Escolar foi a professora Ruth Brasil da Silva, diretora do Ciep 113 – Professor Waldick Pereira, em Nova Iguaçu. O segundo lugar ficou com a professora Maria Isabel de Paiva Costa, da Escola Municipal Albino Teixeira da Rocha, em Teresópolis. O trabalho das duas gestoras ficou entre oito finalistas, depois de uma seleção que envolveu 87 escolas inscritas.

No Projeto Professores do Brasil, o primeiro lugar na categoria Ensino Médio foi conquistada pelo professor Audemi Ferreira de Oliveira, do Colégio Estadual Piranema, em Itaguaí, com o projeto “Para mudar, basta Pedalar” que criou uma horta sustentável com aproveitamento de recursos naturais, como água da chuva, e o uso de materiais recicláveis, como pneus. O projeto concorreu com 172 inscritos.

Ainda no PPB, Maria de Fátima Nascimento, da Escola Municipal Leila Aparecida de Almeida, em Três Rios, recebeu o prêmio de finalista Regional Sudeste, na categoria Creche, com o projeto “Nossos Pequenos Jardineiros”. A proposta foi estimular nos alunos o consumo de alimentos mais saudáveis.

A subsecretária Patricia Tinoco parabenizou os educadores que participaram das duas premiações.

– É muito importante a participação de todos. Pensar e levar para a sala de aula práticas inovadoras como vocês vêm fazendo é um desafio sempre. Na área de gestão, sabemos que não é uma tarefa fácil com as exigências administrativas e pedagógicas que a direção de uma escola impõe. Parabenizo a todos que estão aqui, fazendo a diferença e trabalhando cada vez mais por uma educação de qualidade -, destacou.

A presidente da União dos Dirigentes Municipais de Educação – Undime-RJ, Carla Nasser Monnerat, agradeceu à Seeduc pelo acolhimento à premiação e a profissionais tão significativos e importantes no processo de qualificar a educação, desde a creche até o Ensino Médio.

– Vejo o mérito de tantos esforços e iniciativas que a educação do Rio de Janeiro vem desenvolvendo para participar de todos os prêmios promovidos na área. Congratulo todos os presentes e desejo que essa seja uma iniciativa cada vez mais presente para que possamos trocar e aprender cada vez mais. Uma premiação sempre traça metas que vêm para nos ajudar.

A presidente da Undime também participou da entrega de certificados aos professores finalistas do Prêmio Professores do Brasil: Karla Cardoso dos Santos, da E.M. Jamila Mota da Silva, finalista estadual na categoria Pré-escola; Naara Maritza de Sousa, do Ciep Doutor Bento Rubião, finalista estadual na categoria Ciclo de alfabetização; Miriam Fátima Esposito Macedo Pinheiro, da E.M. Parque da Mangueira, finalista estadual na categoria 4º e 5º anos; e Maria Aparecida Pereira da Costa, do Centro Educacional de Marica Joana Benedicta Rangel, finalista estadual na categoria 6º ao 9º ano.

A professora Ana Valéria Dantas, superintendente de Gestão das Regionais Pedagógicas e membro do Grupo Executivo do Fórum Gestão Escolar da Região Sudeste e do Comitê Estadual do Prêmio Gestão Escolar 2015, encerrou a cerimônia e lembrou os muitos profissionais que se dedicam à educação no país.
– Ficamos muito emocionados com as apresentações dos diretores e professores premiados hoje. Sabemos que temos muitos educadores sérios, trabalhando com dedicação, muito além do que é esperado. Eles, que como vocês buscam novas formas de fazer melhor, de fazer a escola, de fazer sentido, estão muito bem representados aqui -, parabenizou.

A diretora Ruth Brasil da Silva, primeiro lugar no Prêmio de Gestão Escolar, explica que a premiação foi importante para a escola, para os alunos, para a equipe, para a comunidade.
– Era algo que já perseguíamos trabalhando de forma colaborativa, buscando todas as formas possíveis e agradáveis para que o nosso aluno permaneça e goste da escola. Temos 1.259 alunos matriculados em três turnos e 93 professores. Todos sabem o objetivo da escola, as metas que precisamos alcançar e que o foco de todo o trabalho é sempre o nosso aluno. Estamos muito felizes com o prêmio -, comemorou.

Fátima Nascimento conta que, quando entrou no magistério, em 2005, e ficou conhecendo o prêmio,
ficou entusiasmada e colocou como meta participar um dia.

– Sou ex-aluna do colégio e moradora do bairro e foi muito gratificante ver a transformação dos alunos com o projeto.

Também presentes ao encontro pela Seeduc: Maria Verônica da Silva, Luciana Ribeiro Neves e Sônia Regina de Mesquita Barone. Representando a Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia, estiveram Ubirajara Cabral Junior, da Fundação de Apoio à Escola Técnica; a Undime-RJ, Marlise Alves Cardoso; e a União Brasileira para Qualidade - UBQ, Eurico Marchon Neto.

Sobre as premiações

Prêmio Professores do Brasil
O Prêmio Professores do Brasil foi instituído em 2005 pelo Ministério da Educação e é realizado por meio da Secretaria de Educação Básica, juntamente com organizações parceiras, e está em sua 9ª edição.
Seu principal objetivo é reconhecer, divulgar e premiar o trabalho de professores de escolas públicas que contribuem para a melhoria dos processos de ensino e aprendizagem desenvolvidos nas salas de aula.
Todos os professores de escolas públicas da educação básica podem se inscrever, enviando um relato do trabalho desenvolvido com uma turma de alunos.
Em 2015, os relatos puderam ser inscritos em seis categorias:
• Creche – Educação Infantil
• Pré-escola – Educação Infantil
• Ciclo de alfabetização: 1º, 2º e 3º anos - Anos iniciais do Ensino Fundamental
• 4º e 5º anos - Anos Iniciais do Ensino Fundamental
• 6º ao 9º anos - Anos Finais do Ensino Fundamental
• Ensino Médio
Objetivos do Prêmio PPB:
• reconhecer o trabalho dos professores das redes públicas que, no exercício da atividade docente, contribuem de forma relevante para a qualidade da Educação Básica no Brasil;
• valorizar o papel dos professores como agentes fundamentais no processo formativo das novas gerações;
• dar visibilidade às experiências pedagógicas conduzidas pelos professores, consideradas exitosas e que sejam passíveis de adoção por outros professores e pelos sistemas de ensino; e
• estimular a participação dos professores como sujeitos ativos na implementação do Plano Nacional de Educação.

Prêmio de Gestão Escolar
Em meados da década de 1990, o Consed mobilizou esforços conjuntos de organizações e instituições em torno de projetos voltados para a melhoria da gestão escolar no Brasil. Em julho de 1998 foi criado o primeiro Prêmio Nacional de Referência em Gestão Escolar com o foco na melhoria da gestão e da qualidade do ensino.
Na sua primeira fase foi dada uma maior ênfase em gestão democrática na escola, privilegiando a ação coletiva, por meio de acordos, parcerias e a participação de todos os segmentos da comunidade escolar no processo de tomada de decisões.
Posteriormente a ênfase recaiu sobre a aprendizagem e benefícios à formação dos estudantes, pelo entendimento de que a participação em si não é um valor, caso não reverta em benefício da aprendizagem e formação dos estudantes, para os quais a escola é constituída.
Desde a primeira premiação, em 1999, o Prêmio Gestão Escolar vem ganhando reconhecimento da comunidade educacional brasileira. Ao longo de sua trajetória, aproximadamente 34 mil escolas de todas as regiões do país participaram do Prêmio. A partir de 2014, o PGE passou a ser uma premiação bianual. Nos anos ímpares concentram-se o processo seletivo das escolas e a premiação, enquanto que, nos anos pares são promovidas ações de formação para os gestores inscritos no ano anterior com o PGE.
O Prêmio Gestão Escolar é um reconhecimento do Conselho Nacional de Secretários da Educação (Consed) a projetos inovadores e gestões competentes na educação básica do ensino público brasileiro. O objetivo da premiação é estimular que escolas públicas mostrem o desenvolvimento de suas gestões, além de incentivar o processo de melhoria contínua na escola, pela elaboração de planos de ações, tendo como base uma autoavaliação.

24 de novembro de 2015


CIEP 113 REALIZA COLÓQUIO INTER-RELIGIOSO



 
 
 
 
 

 

16 de novembro de 2015

CIEP 113 - PROF. WALDICK PEREIRA RECEBE PRÊMIO GESTÃO ESCOLAR (PGE)

Ciep 113 – Professor Waldick Pereira vence etapa estadual do Prêmio Gestão Escolar 2015

 16/11/2015 - 12:13h - Atualizado em 16/11/2015 - 12:13h
 » Fotos: Marcia Costa
Projeto "Educar para transformar" foi destaque entre os 87 concorrentes no Rio

O Ciep 113 – Professor Waldick Pereira, em Nova Iguaçu, venceu a etapa estadual da 16ª edição do Prêmio Gestão Escolar (PGE). Este ano, das 7.810 unidades inscritas, 27 foram selecionadas destaques estaduais. No Rio, das 87 escolas que concorreram, o Ciep 113 ficou com o melhor resultado, graças ao seu Projeto Político-Pedagógico de conscientização de alunos e pais quanto à importância da educação para o ser humano.

Chamado "Educar para transformar", a proposta possibilita que os estudantes analisem e reflitam sobre a ética, as relações interpessoais, o papel social de cada cidadão, entre outras temáticas. O projeto contempla um conjunto de ações que buscam o fortalecimento da Educação, entre elas: Rompendo Muros, De Olho no Futuro e Ler é Bom Demais.

Para a diretora da unidade, professora Ruth Brasil, a missão da escola vai além do ensino das disciplinas.

- O nosso trabalho para a melhoria do rendimento dos alunos é permanente, mas educamos também para que esses jovens possam fazer a diferença nas suas comunidades. Trabalhamos a valorização e o respeito ao ser humano – ressaltou.

Entre os critérios para a escolha estão as escolas mais ativas, que apresentaram uma gestão participativa e preocupada com o monitoramento e a avaliação do seu corpo docente.

O Prêmio Gestão Escolar, iniciativa do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), é uma ferramenta de autoavaliação das escolas públicas brasileiras, e tem o objetivo de estimular o desenvolvimento de suas gestões, além de incentivar o processo de melhoria contínua nas unidades, pela elaboração de planos de ações. O prêmio é também um instrumento de mobilização das escolas para focar o olhar na comunidade.

Além da certificação, o Ciep 113 – Professor Waldick Pereira receberá o prêmio de R$ 6 mil.

- Vamos reunir a comunidade escolar para que possamos enumerar as prioridades e decidir a melhor utilização desse prêmio. Todos merecem ser ouvidos e participar das decisões – destacou Ruth Brasil.

A escola
O Ciep 113 oferece Ensino Médio Regular e Educação de Jovens e Adultos (EJA). A unidade escolar funciona nos três turnos e atende a cerca de 1.300 alunos.

Disponível em: http://www.rj.gov.br/web/seeduc/exibeconteudo?article-id=2641628



11 de novembro de 2015


Alunos do CIEP 113 se preparam para a Prova Brasil

Nesta quarta-feira, dia 11, os alunos das turmas de 9º e 3ºanos participaram de um simulado com as questões da Prova Brasil.






Pesquisar este blog

Carregando...

Seguidores